segunda-feira, 17 de maio de 2010

Humanidade

Aquilo que parece ser fácil
Não é, na verdade, assim
Pensamentos vagam, soltos
E vêm procurar por mim

Vira e mexe, noite e dia
Perturbada sou com essa inquietude
Porquês me assolam de manhã
Divagações me afetam a saúde

Ora, que fazer então?
Onde buscar tais respostas?
Seria a vida tão insana?

De imediato, a solução
Vindo como um tiro nas costas:
A vida é, tão somente, humana.


[06.09.2009]

3 comentários:

Anônimo disse...

não sei bem o que é ser fã.
mas sei que adorei o que li
adorei conhecer o que escreves com muita propiedade, muita sensibilidade
e se posso te parafrasear identificação imediata.
a net e novidade para mim mas esta novidade já valeu a pena pelo que já conhecí
abraço
Mário

Romeryto disse...

Ótima Poesia =D

Bem profunda, e simples =D.

É a Grande Fê e seus prodígios poéticos =D.

Muito bom ter a chance de apreciar teus textos.

Abraços =D

Flávio Otávio Ferreira disse...

Uma ótima tentativa de rimar!!! Belo teu blog!

Postar um comentário

Sou toda ouvidos.